terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

"...obRiGaDa..."


Amiga, obrigada por você ser você.
Obrigada por me ajudar naqueles dias em que tudo o que eu sabia fazer era me machucar e causar dor aos que estavam ao meu redor. Obrigada por cuidar de cada ferida e ter paciência para que cada uma delas cicatrizassem à seu tempo.
Obrigada por não desistir da nossa amizade, mesmo naquelas vezes que te mandei embora. 
Obrigada por insistir em entrar na minha casa naquela turbulenta tarde, mesmo quando bloqueei a entrada colocando uma cama na porta.
Obrigada por "brigar" comigo no telefone naquela fatídica noite e falar sem floreios todas aquelas realidades. Doeu. E como doeu. Obrigada por me deixar chorar a dor de cada uma daquelas verdades que me confrontaram.
Obrigada por me permitir conhecer a Noisa e aprender tanto com a inocência dela. Não sei se já te disse isso, mas ela me dá esperança.
Obrigada por mostrar sua arte, suas pinturas, seus recortes, suas músicas, seus quadros, seus dons e por se mostrar através de seus talentos.
Obrigada por não ser perfeita e por não exigir que eu seja também. Obrigada por, mesmo conhecendo tantos de meus defeitos, conseguir ver algo bom em mim e apesar de tudo investir em nossa amizade.
Obrigada por estar suportando tantos espinhos, ainda.
Obrigada por estar suportando tantas larvas, ainda.
Obrigada por acreditar, ainda, que as borboletas virão e serão uma bela recompensa à nossa volta.
Obrigada por não desistir de mim quando eu mesma já havia desistido.
Enfim, Eloisa, obrigada por me permitir te chamar de minha melhor amiga.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário