terça-feira, 31 de agosto de 2010

"...ADIante..."

"Deus te deu um talento enorme, e vai te usar muito pra tocar pessoas com a sua arte... Com seu talento com sua interpretação. Que você sempre use isso para Deus e Ele sempre vai te abençoar. Quando Deus te desenhou Ele quis que você fosse deste jeitinho... Pra você continuar desenhando e pintando corações borrados e sem cor!!!"

Palavras de encorajamento que vieram na hora certa para meu coração.
Obrigada, Maya, pelas palavras e pela conversa abençoadora nos primeiros minutos do dia 30 de agosto de 2010.
Prosseguirei...

=]

domingo, 29 de agosto de 2010

"...ConViTe a TodOs..."

video

Congresso de Louvor e Adoração Transformados para Transformar em Canoas-RS, dias 1,2 e 3 de outubro de 2010, na Igreja Batista Filadélfia. Participe!

=]

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

"...esToU aMandO..."

Não gosto muito de romances. Geralmente são excessivamente útopicos, simplistas e descartáveis. Exageram nas facilidades e relevam questões chaves que se colocadas em questão poderiam fazer do romance uma tragédia. Dificilmente um romance ganha minha audiência. Não que eu seja contra o amor ou algo assim, ao contrário, sou tão a favor do amor que me nego a aceitar certos romancezinhos que o banalizam de forma insensata.
Com minhas indignações à parte, me pego a considerar o fato de que nossa vida não passa de uma experiência de amor. Mas não desses casinhos românticos onde tudo se resolve com uma conversa sob o luar e um pedido de desculpas, e onde o casal se isola num egoísmo apaixonado. Não mesmo. Falo de uma experiência real de amor. Cheia de dúvidas, medos, renúncias, responsabilidades, compromissos e privilégios.
Fomos feitos com amor, por amor e pelo Amor.
De várias formas Deus "chama" nossa atenção e busca nos atrair para viver esse amor. Mas errantes e rebeldes nos conformamos com paixões e flertes passageiros.
Queremos viver um grande amor mas não queremos nos comprometer com ele. Preferimos o jeito mais fácil, que nem sempre é o jeito certo. Preferimos até uma paixãozinha "água com açúcar" do que o privilégio de amar.
Mas não quero ficar com dor de barriga. Desejo viver essa experiência de amor que é a vida com Deus. Desejo escrever com minha vida a poesia desse amor. Com meus medos, erros, fracassos e "boas" intenções, com o perdão, misericórdia, correção e graça Dele, desfrutaremos dessa experiência de amor.
Uma experiência que não aliena, mas que nos move a convidar outros para escrever novos versos da poesia desse amor. Não será poesia feita de romancezinhos imbecis, mas será a poesia da vida e de tudo de bom e de ruim que vem junto com ela. Pois chorar também faz parte do amar. E voltar a sorrir é o dom que recebe aqueles que mesmo com dor confiam no amor de Deus.
É preciso contar ao mundo.
É impossível não compartilhar um amor tão grande assim.
Estou amando-O! Que todos saibam!



=]

domingo, 15 de agosto de 2010

.dEsiLuSõEs.

Faz parte da vida o chOrar e o sOrrir...
...O sOnhar e o realizar...
Faz parte da vida se desiludir,
para então,
se iludir nOvamente.
Fases.

=]

domingo, 8 de agosto de 2010

"...FeiToS paRa sErmOs DeLe..."

"Bom dia na graça e na paz de Jesus!
Meu nome é Adelita, sou neta da irmã Isabel.
Sabemos que ninguém está aqui buscando mérito algum, mas se vamos honrar alguém então prestemos honra a quem a honra é devida. É por esta razão que este breve texto, que será lido para todos vocês, é dedicado mormente à família: ao meu avô, à minha mãe, minhas tias, meus tios, minhas primas e primos.
'Fomos feitos para ser de Deus. Somos eternamente Dele. Portanto sabemos que há vida após a vida.
A dor e a saudade não devem ser abreviadas, nem as lágrimas impedidas. Ninguém tem que ser forte agora, porque somos fracos, somos barro, somos pó. Temos apenas que confiar que Deus nos ama e por isto a excelência do poder Dele se aperfeiçoa em nossa fraqueza.
Estamos com nossos corações despedaçadamente esparramados diante da morte física, mas a vó Isabel está plenamente realizada agora. Pois quando somos inundados da completude da vida de Jesus, nosso corpo, que é barro, que é vaso, se quebra; não suporta gloriosa plenitude. E mesmo quando ele se rompe, a vida de Deus em nós permanece sendo eterna.
Veremos outra vez a vó Isabel. Nos veremos com Jesus, não por causa da morte, mas porque, assim como ela está agora, nós também estaremos um dia: completamente e eternamente vivos com Deus!
Sim, estamos tristes, mas não, jamais, sem esperança.
E quem diria, depois dessa breve introdução, que é nossa vida aqui na Terra, a história da vó Isabel, agora sim, está apenas começando e precisará de toda uma eternidade para ser contada.'
Com muito amor, obrigada!"

=]
(Lido no culto fúnubre realizado na manhã de 08 de agosto de 2010.)

sábado, 7 de agosto de 2010

"...LuTo..."

Hoje pela manhã, aos 79 anos, Isabel Maria Pereira dos Santos, minha vózinha materna, faleceu. Ela está plenamente realizada agora.
Estou triste mas não sem esperança.
"Saudades, vózinha!"

=/