segunda-feira, 21 de maio de 2012

"...sObRe PerDão, aMiZadE e ouTraS ReSoLuÇõEs..."


Hoje preciso escrever. Desesperadamente escrever. Escrever
para desabafar, reconhecer, admitir.
Errei, confesso. Agi mal e me envergonho. Me arrependi. Chorei e chorei de novo. Me senti culpada, porque de fato sou. Sentimentos de desamparo, desamor e desvalor querem me abraçar até que eu perca o fôlego. Respiro fundo.
O que fazer agora? Não se pode mudar o que já foi . Não
se pode chorar a vida inteira. Arrependimento requer mudança. Atitude. Crescer dói, mas é preciso. Eu preciso. Ainda.
Olho-me no espelho e vejo alguém diferente de quem busco
ser. Ainda não cheguei lá. É difícil vencer a culpa e viver livre dela.
Mas me olho no espelho e preciso entender que não sou assim. Apenas estou assim.
Não estarei sempre. Transição.
Alguém me disse que preciso olhar pra mim com o olhar da Graça. Viver a Graça de Deus na minha vida. Esse é o momento. Essa é a oportunidade para confiar que Deus me ama, nada mudou isso e por esta razão Ele me confronta ao crescimento. Aceito e quero isso. Me refugio em Seu amor e perdão como uma pequena lagarta que encontra abrigo à sombra de um portentoso Ipê amarelo.
Reconheço e assumo a primeira ação que me levará a dar mais um passo adiante, pois voltar atrás permanece não sendo mais uma opção.
Por isso hoje, e outra vez, preciso pedir perdão. Desesperadamente pedir perdão.
Carpe Diem!

4 comentários:

  1. Adelita, mesmo que hoje não seja setembro e que a primavera nem tenha ensaiado suas próximas exibições, saiba, o Ipê Amarelo sempre estará lá. Florido, pegando fogo como a sarça que arde em chamas sem ser consumida. Ali, podemos ouvir nosso nome sendo chamado doce e irresistível dizendo:"Venha para Mim" Se hoje for um daqueles dias em que você não conseguirá vê-lo, não se preocupe, apenas ouça e acredite. Escolha o sim a Vida mais uma vez. Bem, deixe eu correr para a sombra do Ipê Amarelo, pois também preciso e quero este refúgio. Parabéns por suas corajosas palavras de sentimento agudo Escritas neste post.A Lagarta se arrasta até o dia que cria asas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por suas palavras Kezzia, elas vem ao encontro do meu coração e trazendo consolo e descanso. E a primavera nos trará flores e colheremos de bons frutos, se Deus quiser e se nós assim plantarmos as sementes.

      Excluir
  2. Esses dias eu estava on...
    Na verdade eu estava no youtube ouvindo uma música da Kelly Klarcson - 'Cry'...
    Particularmente essa semana não foi 'aquela' semana...
    Minhas experiências foram de muito estresse...
    De modo q. fui levado a pensar sobre a vida, a minha vida, sobre as coisas q. só compartilho comigo mesmo...
    Percebi que precisava falar. Falei com Deus. Falei sem ao menos medir as palavras...
    Fiz pedidos e sonhei novamente...
    Me entreguei à única opção que acredito ter: Confiar em Deus...
    E me pus em espera! Sei q. muita coisa ainda está solta no ar...Mas esta é a vida real...As coisas quase sempre estão soltas no ar...
    Em fim, encerro minhas palavras crendo q. você vai conseguir encontrar seu caminho, seja ele qual for...
    As coisas vão dar certo...
    E os erros não passaram de meras tentativas em acertar...
    Abração viu?

    ResponderExcluir
  3. "Mas me olho no espelho e preciso entender que não sou assim. Apenas estou assim." essa frase foi d+++!!! vc é surpreendente maninhaa! :) abraçO

    ResponderExcluir