quinta-feira, 4 de outubro de 2012

"...bEm VinDa..."



Aparentemente a janela está aberta. Mas não está. Ela só pode ser aberta por dentro. Não adianta forçar do lado de fora.
"Quando eu abrir a janela, as nuvens escuras terão passado. A tempestade terá tido seu fim. A noite sombria será dia radiante. 
Quando eu abrir a janela, terei vontade de sair para passear. As roupas de luto darão lugar ao alegre vestido vermelho de renda. E o cabelo desgrenhado ganhará a forma de cachos soltos ao vento.  
Quando eu abrir a janela, o vento frio terá cessado. As árvores estarão repletas de flores. Haverá novas cores e novos amores.
Quando eu abrir a janela, você vai acenar para mim do outro lado da rua e eu devolverei o sorriso. As lágrimas estarão só no passado e eu direi “sim” quando você me convidar para ir à praça. 
Sim, abrirei a janela. Mas só quando for primavera."
Aparentemente a janela está fechada. Mas não está. Ela foi aberta por dentro. Não precisa forçar do lado de fora. 
A primavera já chegou.
Carpe Diem!


Nenhum comentário:

Postar um comentário