domingo, 15 de abril de 2012

"...Se viVo, eScRevO..."

Preciso desabafar. Parece que elas se foram e nunca mais voltarão. Eu sei, é só uma fase, imagino. Não será assim pra sempre, espero. Mas pra mim tem sido difícil, confesso.
Papéis em branco, lápis fatidicamente em repouso. Ficar sem as palavras, sem conseguir escrever, é como morrer todo dia um pouquinho. Pois escrever é meu jeito de "falar". E não posso mais ficar nesse silêncio, com reticências apenas.
As pessoas escutam minha voz, mas não ouvem o que eu digo. Porque é quando escrevo que consigo realmente falar, expor, explicar.
Preciso escrever sempre, preciso renascer todo dia um pouquinho. E não apenas escrever aqui no blog, mas apenas escrever. Escrever pra vida, escrever pra mim, escrever por mim e depois sim, também escrever para alguns semelhantes.
Escrever para entender os versos da poesia que eu sou e que estou me transformando.
E às vezes sou poema, ode, soneto. Mas escrever sempre, todo dia, mesmo que hoje eu seja apenas elegia.
Carpe Diem!

3 comentários:

  1. Meu comentário sera curtinho dessa vez:
    "Hoje, neste momento, estas "escrevendo" com a sua imagem! Pense nela.

    ResponderExcluir
  2. AMEI!
    Se você hoje é uma elegia, que linda elegia você é!
    E que lindo isso de "escrever para a vida".
    Profundo, simples, belo.
    Como você.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Sei o que é exatamente isso.
    Se vivo escrevo.
    Coloco para fora o que eu nao consigo falar. Meio maravilhoso que o Senhor nos deu para expressarmos nossos sentimentos.
    Bjos!!!

    ResponderExcluir