quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

.O.VeRBo.

Era a glória.
Era a honra.
Era a majestade.
Era o que é.
Era o que sempre será.
Mas o era de outra forma.

Em glória era a glória.
Em honra era a honra.
Em majestade, a majestade.

Era Deus como Deus.
Mas por seu grande amor,
se tornou por nós em favor.

Deus se tornou humano.
Se tornou Deus com fome, cansado, indignado.
Como Deus não houve Nele engano.
Mas como homem se tornou limitado.

O Verbo se tornou em ação:
comeu, andou, viveu, amou.
O Verbo se fez carne como um de nós.
O Verbo que era a Palavra amor se tornou corpo,
se tornou gesto, se tornou atitude.
Por amor, o Verbo, se tornou carne.
E esta foi sua maior virtude.

E em vergonha era glória.
Em humilhação era honra.
Em desprezo, a majestade.
E por amor o próprio Deus,
como homem, morreu pela humanidade.

De maneira atroz,
por nossa culpa e horror,
calamos a voz
do Verbo que era amor.

Mas Seu amor foi maior que a morte.
Quando ressuscitou,
mais uma vez Ele mudou nossa sorte.

E nós que éramos o desprezo,
a vergonha, a própria humilhação.
Recebemos a Graça ao invés da morte,
através do Seu perdão.

Ele o fez por amor.
Ele é o Amor.
Porque Ele era a glória.
Era a honra.
Era a majestade.
No princípio era o Verbo,
que agora, se tornou carne!
=]

Um comentário:

  1. =)
    LindoOo...
    Lindão mesmo Ade...
    O Verbo...
    Sem palavras viu...
    Sério mesmoOo...
    Amei...


    AbraçoOo...

    ResponderExcluir